Vamos entender o que significa ser vegano. Muitas pessoas pensam que o veganismo tem tudo a ver com comida, mas é muito mais do que isso! 

O veganismo é um estilo de vida que exclui a crueldade e a exploração animal tanto quanto possível.  

Isso significa não comer nada que contenha ingredientes de origem animal. E, também, não comprar nenhum outro item que contenha produtos de origem animal. Ou que tenha sido testado em animais.  

Por exemplo, roupas veganas, produtos de beleza, produtos de cuidados pessoais veganos e assim por diante.  

O veganismo tem vários benefícios. Porém, ser verdadeiramente vegano vem do desejo de eliminar a crueldade contra os animais e a exploração.  

Portanto, a maioria dos veganos o faz por razões éticas. Muitos iniciantes acham assustador ser vegano, porque mudar a dieta e o estilo de vida é bastante difícil.  

Você ainda não está pronto para ser vegano? Continue lendo para saber mais sobre o veganismo! 

Por que ser vegano? 

Apoio à causa animal 

Tornar-se totalmente vegano é algo feito principalmente para ajudar e salvar animais. Mas existem outros benefícios que podem fazer você pensar sobre o veganismo. 

Tornar-se vegano reduzirá o número de animais que são prejudicados e explorados. Pode não parecer que uma pessoa faça diferença, mas faz, sim, com certeza! 

Na pecuária, os animais são tratados como mercadorias. Há documentários que compartilham imagens secretas da indústria da carnes, de laticínios e ovos.  

Eles mostram como os animais são terrivelmente tratados antes de chegarem ao seu prato. 

Pensando nisso, a maioria das pessoas pode ser perfeitamente saudável com uma dieta vegana. E existem alternativas baseadas em vegetais para todas as refeições de origem animal. 

Então, por que pagar por crueldade com os animais quando não é necessário? Assim, ser vegano ajuda a proteger  os animais de situações do abuso e de negligência.  

Ser vegano para salvar o meio ambiente 

Animais de fazenda consomem mais água e produzem mais gases de efeito estufa do que a produção de alimentos à base de plantas.  

Os humanos também podem optar por evitar produtos de origem animal devido ao impacto ambiental causado pelos animais. 

Por exemplo, o gado contribui com 65% das emissões globais de óxido de nitrogênio, 35 a 40% das emissões de metano e 9% das emissões de dióxido de carbono.  

Esses são considerados os três principais gases de efeito estufa envolvidos nas mudanças climáticas. 

Além disso, a criação de animais é um processo de uso intensivo de água. Por exemplo, são necessários de 1.700a 19.550 litros de água para produzir 0,5 kg de carne bovina. 

 Isso é até 43 vezes mais água necessária para produzir a mesma quantidade de grãos. 

Outro ponto importante sobre ser vegano é que a pecuária pode levar ao desmatamento. Vastas áreas florestais são queimadas para cultivo ou pasto.  

Acredita-se que a destruição do habitat esteja contribuindo para a extinção de várias espécies de animais. 

Uma questão ética 

Os veganos que defendem a ética do movimento acreditam firmemente que todos os seres vivos têm direito à vida e à liberdade. 

É por isso que rejeitam o fim da vida de um ser vivo apenas para consumir sua carne, bebida ou para vestir a pele. Principalmente porque existem alternativas. 

 Os veganos também são contra o estresse psicológico e físico que os animais precisam suportar. 

Eles reclamam, por exemplo, dos pequenos estábulos e pequenas gaiolas onde muitos animais vivem confinados. 

Além disso, muitos desse animais raramente saem do confinamento entre o nascimento e o abate.

 

Ser vegano é bom para a saúde 

Algumas pessoas escolhem o veganismo por causa dos potenciais benefícios à saúde. 

Por exemplo, uma dieta baseada em vegetais pode reduzir o risco de doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e câncer.. 

Ser vegano e reduzir o consumo de produtos de origem animal também pode reduzir o risco de doença de Alzheimer. 

Alguns também optam por veganismo para evitar os efeitos colaterais dos antibióticos e hormônios usados ​​na pecuária moderna. 

Estudos também associam a nutrição vegana ao peso corporal e índice de massa corporal (IMC) mais baixos. Algumas pessoas escolhem essas dietas para perder peso. 

Ser vegano o torna imediatamente saudável? 

Um equívoco comum é acreditar que todos os veganos são saudáveis.  

Embora cortar carne e laticínios possa melhorar sua saúde, há uma ampla variedade de alimentos processados ​​veganos pouco saudáveis.  

Eles são ótimos para viagens e guloseimas casuais, mas não são bons para a saúde.  

Algumas pessoas podem até ganhar peso se forem veganas, por consumirem muito das alternativas veganas de carne e queijo embaladas e processadas. 

Dicas de como ser vegano 

Como mencionado anteriormente, ser vegano é um desafio para iniciantes. 

Então, veja a seguir algumas dicas para manter em mente durante a transição para o veganismo. 

Não se preocupe com o que as outras pessoas vão achar 

O veganismo está se tornando cada vez mais popular, mas algumas pessoas ainda o consideram extremo ou prejudicial à saúde.  

Algumas pessoas podem zombar de sua decisão, enquanto outras se preocupam se você está recebendo todos os nutrientes de que precisa.  

Você pode tentar explicar sua decisão a essas pessoas. Mas é melhor não discutir e apenas tentar bloquear qualquer negatividade. Você sabe que está fazendo o que quer e isso é o que importa. 

Faça um estoque de alimentos veganos 

Depois de saber quais alimentos você pode comer como vegano, é uma boa ideia estocar muitos alimentos veganos. Dessa forma, você sempre terá algo à mão quando estiver com fome.